NOTÍCIAS | Publicado em 25/03/2020 15:33:29    
Cidades do interior de MS recebem materiais para combate ao coronavírus

As secretarias municipais do Estado já começam a receber materiais para combate ao coronavírus montados e distribuídos pelo Governo de MS, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde (SES). A previsão é que até o final desta semana todas as regionais sejam contempladas e façam a entrega para os demais municípios, alcançando todo o Estado.

Cada kit é composto por litros de álcool 70 líquido (em proporções definidas de acordo com o tamanho e setor de risco de cada município); álcool em gel; EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), como luvas, óculos de proteção; material informativo, tanto para o coronavírus como para o combate ao mosquito da dengue; além das doses de vacina contra a Influenza.

O álcool em gel transportado para o interior já é parte da doação dos 200 mil litros de álcool da Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul) e que estão sendo envasados pela Bamboa – indústria de refrigerantes e cerveja do Estado, fruto da articulação do Governo de MS por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro). A distribuição desse material aos municípios do interior e da Capital está sob a responsabilidade da SES.

Na avaliação do governador de MS, Reinaldo Azambuja, a iniciativa vai motivar outras empresas privadas: “Neste momento toda a ajuda é bem-vinda e quem se dispor a auxiliar no sentido de ampliar o estoque de álcool nos hospitais pode entrar em contato com o Governo”, ressaltou.

Para o titular da Semagro, Jaime Verruck, a ação coletiva vai beneficiar efetivamente os hospitais referências. “Uma parte dessa doação, por exemplo foi direcionada à Ceasa, polo que precisa de atenção, considerando seu papel no abastecimento de alimentos à população”, pontuou.

Distribuição

A SES recebeu também 9,1 mil jalecos e 15 mil máscaras de proteção do Ministério da Saúde que serão encaminhadas ao interior. A quantidade de material é proporcional ao número de habitantes de cada município e será entregue às secretarias municipais e de assistência de saúde local, priorizando os hospitais de referência.

“O volume repartido por cidade foi pactuado com os membros do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul, garantindo transparência e também prestação de contas do que foi recebido pela SES”, ressalta o titular da pasta, Geraldo Resende.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus