NOTÍCIAS | Publicado em 08/11/2019 09:16:36    
Repasses do Governo do Estado à Santa Casa neste ano totalizam R$ 31,8 milhões

O Governo do Estado efetuou na última quarta-feira repasses que somam R$ 5.130.000,00 para a Santa Casa de Campo Grande. Os recursos foram depositados no Fundo Municipal de Saúde, possibilitando ao município fazer a transferência financeira à instituição hospitalar. Com isso, as transferências dos cofres estaduais para a unidade mantida pela Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG), desde janeiro último, somam R$ 31.828.093,21.

 

Segundo Geraldo Resende, secretário de Estado de Saúde, houve atraso de poucos dias no repasse à Santa Casa de Campo Grande devido ao fluxo de caixa dos cofres estaduais. “É uma determinação do governador Reinaldo Azambuja que façamos todos os esforços para manter a regularidade dos repasses e isso tem sido feito”, salienta.

 

“Conforme as pactuações feitas entre a Santa Casa, o município, o Estado e a União, estamos colocando em dia a nossa parcela de responsabilidade. Esperamos que a instituição, que exerce um papel de fundamental importância para a saúde da Capital e do Estado, possa continuar oferecendo serviços de qualidade à população”, salienta Geraldo Resende.

 

Regionalização

 

Colocar em dia os repasses aos municípios e instituições hospitalares, diz o secretário Geraldo Resende, faz parte de uma estratégia que envolve hospitais de todo o Estado. “Queremos oferecer todas as condições para que essas instituições mantenham a normalidade dos serviços prestados à população. Para tanto, precisam pagar em dia também os fornecedores e salários de profissionais como médicos, enfermeiros e outros”, afirmou o secretário.

 

O Governo do Estado também trabalha na vertente da regionalização, cujo propósito é definir as competências das unidades hospitalares em todas as regiões do Estado, a fim de que os cidadãos possam ser atendidos o mais próximo possível de suas residências. Desta forma, será possível diminuir as filas de procedimentos como consultas, cirurgias e exames.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus