NOTÍCIAS | Publicado em 24/10/2019 09:42:05    
Prefeitura da Capital vai contratar médicos residentes para PSF e psiquiatria

Foi publicado no Diário Oficial do município edital do concurso de seleção de médicos para residência em duas especialidades em Campo Grande. São vagas na área de saúde da família e comunidade e em psiquiatria, com bolsas que podem ultrapassar os R$11 mil.

As inscrições já estão abertas e a prova acontece daqui a um mês. Ao todo são 30 vagas para residência em saúde da família e comunidade, sendo três delas reservadas para o sistema de cotas, e curso de duração de dois anos e mais duas para psiquiatria com formação em três anos.

Os candidatos terão que se inscrever pela internet, através desse link, até o dia 04 de novembro. A taxa de inscrição para o certame é de R$150,00, pagos exclusivamente através de boleto gerado no ato da inscrição.

A isenção da taxa só será aplicada para os casos em que o candidato conseguir comprovar ser doador de sangue com histórico de pelo menos três doações nos últimos 12 meses, doador de medula óssea, com certidão de cadastramento com, no mínimo, 30 dias, ou sendo doador ou receptor de rim e morador de Campo Grande.

A seleção será feita em duas etapas, no dia 24 de novembro, será aplicada a prova objetiva, que contará com 50 questões e quatro horas para ser realizada. Serão abordados temas de clínica médica, pediatria, cirurgia geral, ginecologia-obstetrícia e medicina preventiva e social. O gabarito preliminar já será divulgado no dia seguinte à prova.

Em uma segunda etapa, entre os dias 04 e 06 de dezembro, será feita entrevista e análise curricular dos candidatos que obtiveram nota padronizada maior ou igual a 50 pontos. A publicação do resultado final será feita até o dia 10 de dezembro.

Os candidatos que forem aprovados terão do dia 12 ao dia 16 de dezembro para efetuar a matrícula. Caso algum dos aprovados não comparecer ao local estipulado para concluir o processo, será feita uma segunda chamada, convocando os suplentes.

A para residência em saúde da família e comunidade será oferecida pela Fiocruz, que pagará ao residente R$ 11,8 mil. Já a bolsa para a área de psiquiatria é de responsabilidade do Ministério da Educação, que repassará ao residente R$ 3,3 mil.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus