NOTÍCIAS | Publicado em 30/08/2019 10:31:28    
Obras na avenida Bandeirantes avançam rápido em Campo Grande

Com contrapartida de R$ 2,2 milhões do Governo do Estado, as obras de revitalização da Avenida Bandeirantes seguem a todo vapor em Campo Grande. O secretário especial do Governo do Estado, Carlos Alberto de Assis, vistoriou o primeiro trecho de recapeamento da Avenida Bandeirantes, entre a Avenida Afonso Pena e a Rua 26 de Agosto.

 

“Já percebemos as melhorias que o novo asfalto trará para a avenida Bandeirantes. As obras seguem dentro do cronograma e sem nenhum prejuízo aos moradores e comerciantes da região”, disse.

 

Carlos Alberto de Assis destaca que a revitalização da avenida Bandeirantes é resultado da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Campo Grande. “A união entre Estado e município tornou possível a retomada de diversas obras importantes para Campo Grande”, completou Assis.

 

As obras na avenida Bandeirantes fazem parte da segunda etapa do programa “Juntos por Campo Grande”, que garantiram R$ 169 milhões para a melhoria da infraestrutura da Capital, em a administração estadual repassa a contrapartida necessária para a contratação de recursos da União e o município executa as obras.

 

Em quatro meses de andamento da obra, iniciada em abril, já foram implantados mais de 90% dos 3.748 metros de drenagem projetados e conclusão de 927 metros quadrados de remendo profundo, onde foi preciso refazer a base do asfalto antigo. A pista também foi ampliada em 325 metros e está em execução mais 110 metros, além de calçadas e meio-fio em vários trechos.

 

A revitalização da Avenida Bandeirantes integra o projeto de mobilidade urbana, a via faz parte do corredor do sudoeste, ligação entre o centro da cidade e os terminais Bandeirantes e General Osório. O projeto, incluindo a sinalização e sete estações de pré-embarque, está orçado em R$ 8,7 milhões, sendo R$ 6.464.936,73 do PAC Mobilidade e R$ 2.297.378,94 de contrapartida, viabilizada pelo Governo do Estado. Serão executados 4,1 km de recapeamento.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus