NOTÍCIAS | Publicado em 04/06/2019 08:43:15    
Recapeamento da Bandeirantes já tem 40% da drenagem concluída

As obras de recapeamento da Avenida Bandeirantes estão em ritmo acelerado com duas frentes de serviço de drenagem, mesmo somente com 20 dias efetivos de serviço devido às chuvas registradas nos últimos 30 dias. Até agora 40% da drenagem projetada para o trajeto já está concluída.

 

Desde a última quarta-feira, uma das pistas da Avenida Manoel da Costa Lima está interditada na altura da Rua Raul Maluf para a construção de um poço de visita para os 356,43 metros de drenagem que será construído até a Avenida Bandeirantes. Esta tubulação se conectará com a rede existente na Manoel da Costa Lima que deve ter a pista reaberta ao trânsito até a próxima quarta-feira (5).

 

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, dos 1.750 metros de tubulação previstos no projeto de drenagem da Bandeirantes, 700 metros já estão prontos, abrangendo dois trechos na própria avenida (da Rua Pimenta Bueno até a Rua Paissandú e entre a Avenida Salgado Filho e a Rua Brilhante) e mais 220 metros nas Rua Santa Adélia. Essa tubulação se conectará com a rede existente mais abaixo, na Rua 2 de Março, no Conjunto Cooaphama, para que a enxurrada desague no Rio Anhanduí.

 

Depois de feita a drenagem na Rua Raul Maluf, serão executados 160 metros de rede na Bandeirantes, no trecho entre as ruas Tabatinguera e Raul Maluf; 300 metros da José Lacava até a Raul Maluf; subirá uma quadra na José Lacava ; 45 metros entre as ruas Manoel Cavalcante Proença e a José Paes de Faria , além da tubulação da Rua Congonhas até a Avenida Europa.

 

Junto com a drenagem a Águas Guariroba está substituindo a rede de água de canos de amianto por PVC e a MS-Gas implantando ramal de gás natural entre as avenidas Salgado Filho e Afonso Pena, expansão de serviço planejado para evitar que no futuro o asfalto novo tenha de ser danificado para abertura de valeta.

 

O escoamento das águas na Avenida Bandeirantes (que garante maior durabilidade ao pavimento porque o maior volume da enxurrada deixa de escorrer pela superfície), tem quase 3,8 quilômetros de drenagem, incluindo poços de visitas, bocas de lobo, além da tubulação já implantada pelo Exército nas Ruas José Paes de Farias e Itália, como parte do projeto de recapeamento da Rua Brilhante. Serão implantados ramais que descerão em ruas transversais para se conectar à rede existente nos bairros Taquarussu e Jacy e levarão as águas pluviais até o Rio Anhanduí.

 

Serão investidos na Avenida Bandeirantes, incluindo drenagem, recapeamento, sinalização e implantação de sete estações de pré-embarque no corredor do transporte coletivo R$ 6.462.933,73 (recursos do PAC Mobilidade) e R$ 2.297.378,94 (contrapartida do Governo do Estado).

 

Todo o pavimento atual, comprometido e cheio de ondulações por sucessivos tapa buracos, será retirado (fresado) e em alguns locais, até a base do asfalto será refeito, o chamado remendo profundo. Será aplicado uma camada de 4 centímetros de CBUQ. Na pista do corredor, o material usado será o asfalto polimerizado, enquanto na área das estações de pré-embarque, o chamado piso rígido.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus