NOTÍCIAS | Publicado em 04/11/2021 08:27:23    
Começa a campanha estadual contra Dengue, Zika e Chikungunya

O Governo de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) lança nesta quinta-feira a Campanha de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika. Para este ano, estão programadas diversas ações de conscientização como webnários, visitas técnicas a municípios, lançamento da 3ª etapa do sistema e-Visitas, início da nova fase do programa da Wolbachia LDO – liberação de ovos, além do “D” de combate às Arboviroses que acontece no dia 20 de novembro.

Para o secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, a população não deve se descuidar do Aedes aegypti. “É preciso lembrar que a Dengue e as demais arboviroses têm feito vítimas em nosso Estado, por isso, o lançamento desta campanha. Os cuidados devem continuar e a proposta do ‘Dia D’, assim como as demais ações, como a semana de conscientização das arboviroses de 16 a 20 de novembro, são importantes ferramentas de engajamento de toda a comunidade. Não podemos baixar a guarda para o mosquito”.

A Secretaria de Estado de Saúde possui um Plano de Contingência para Arboviroses Transmitidas pelo Aedes aegypti aprovado em 2020 pelos municípios e que vale até 2022. A SES também conta com o apoio dos membros do Comitê Estadual das Arbovirores para esta campanha. Há o retorno do site Guerra Contra o Mosquito que reúne diversas informações e material educativo de apoio.

Dengue, Zika e Chikungunya

A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também é responsável por transmitir duas graves enfermidades: a Zika e a Febre do Chikungunya. Para controlar a proliferação do mosquito é preciso evitar água parada, em qualquer época do ano, mantendo bem tampado tonéis, caixas e barris de água, caixas d’agua; acondicionar pneus em locais cobertos; remover galhos e folhas de calhas; não deixar água acumulada sobre a laje; encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana e fazer sempre a manutenção de piscinas.

Além disso, é importante trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais; manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo; tampar ralos; catar sacos plásticos e lixo do quintal, entre outras medidas que impeçam o acúmulo de água e de sujeiras.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus