NOTÍCIAS | Publicado em 25/10/2021 07:23:14    
Atendimento aos migrantes em busca de empregos é aperfeiçoado

Para contribuir e oferecer uma assistência melhor aos migrantes que chegam a Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado dispõe de um Centro de Atendimento em Direitos Humanos (CADH), que orienta na busca por empregos, documentos e alojamentos e agora conta com um sistema de cadastro, que vai ajudar na elaboração de políticas públicas.

Os trabalhos de apoio e ajuda ao migrante são feitos pela Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), que no último dia 20 colocou em funcionamento o Sistema de Cadastro de Atendimento dos Migrantes em Mato Grosso do Sul (CADMI/MS).

A intenção é organizar os dados sobre os migrantes que chegam ao Estado, para assim oferecer atendimento de mais qualidade e políticas públicas a estes grupos de diferentes países, tendo informações mais precisas sobre sua nacionalidade, escolaridade, regularização, de onde estão vindo e suas atividades no Estado. Para colocar o sistema no ar foi feito uma parceria com a Superintendência de Gestão da Informação (SGI ).

Já os atendimentos continuam sendo feitos no Centro de Atendimento em Direitos Humanos, que fica na Rua Marechal Cândido Mariano, 713, em Campo Grande. A unidade funciona na Coordenadoria de Apoio aos Órgãos (Caorc), que está aberta desde 2016, para que os migrantes recebam a devida orientação e tenho acesso a serviços essenciais no Estado.

Entre os serviços realizados na unidade está o encaminhamento à Polícia Federal, para que migrantes possam emitir a Carteira de Registro Nacional Migratória (CRNM), assim como busca por empregos via Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) e até orientação para ter acesso aos alojamentos em Campo Grande, que são administrados pela prefeitura municipal.

Cursos e qualificação

Para ajudar na qualificação e integração dos migrantes no Estado, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) desenvolve desde 2017 o programa “UEMS Acolhe”, que oferece curso gratuito de “Português como Língua de Acolhimento” a este público.

 

Fonte: Vox MS

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus