NOTÍCIAS | Publicado em 22/09/2021 15:04:20    
Migrantes são encaminhados ao mercado de trabalho em ação social

Voltada para semana de lançamento da campanha “Não dê Esmolas, dê Dignidade. Não dê Esmolas dê Oportunidades”, a Prefeitura de Campo Grande por meio da Fundação Social do Trabalho (FUNSAT) e Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), realizou na manhã de ontem uma ação na Pastoral dos Migrantes. Durante atendimento foram emitidas 26 cartas de encaminhamento para o mercado de trabalho.

A ação conjunta tem por objetivo orientar as pessoas sobre o trabalho realizado pela Prefeitura para garantir dignidade às pessoas em situação de rua.

Na Prefeitura há diversos serviços voltados a este público que está na rua, na maioria dos casos, por algum vício. As ajudas, que ocorrem muitas vezes nos semáforos, acabam sustentando este vício e fazendo com que recusem o atendimento que pode recuperar a dignidade e transformar a vida desta população.

A vice-prefeita Adriane Lopes disse que é preciso encaminhar corretamente as pessoas em situação vulnerável e reforçou que dar esmolas só contribui para a permanência delas na rua.

Um passo importante para que migrantes consigam sair dos semáforos e cruzamentos da Capital é a oportunidade de emprego, somente nesta ação foram 26 encaminhamentos.

“Nós estamos aqui juntos para dizer assim como um filósofo francês que o trabalho combate três males, o tédio o vício e a necessidade, sem distinção de raça, cor ou nacionalidade. Pensando assim, nós queremos combater junto com vocês esses males, a Fundação Social do Trabalho está aqui para estender a mão e dizer que nós estamos trabalhando diariamente para que vocês tenham comida na mesa com dignidade”, disse o diretor- presidente da Funsat, Luciano Martins.

A oportunidade chega para todos, mesmo aqueles que ainda estão organizando as documentações, participaram e estão confiantes na mudança. A venezuelana Génesis Arvelo, 24 anos, está agradecida com a oportunidade.

“Tem apenas uma semana que eu e minha família estamos aqui em Campo Grande, hospedados no CEDAME, hoje talvez eu não consiga uma vaga de emprego, mas já fico muito feliz e agradecida em saber que existe essa preocupação em nos dar qualificação e oportunidade”.

 

Fonte: Prefeitura de Campo Grande

Assessoria de Imprensa do Consórcio Guaicurus